Número 36 . Novembro 2010
Temos de Conseguir!

O Grupo Mota-Engil apresentou no passado mês de Março o seu Relatório e Contas referente ao exercício de 2009.

Relativamente aos Resultados Consolidados do Grupo, a Mota-Engil apresentou um crescimento de 14% no seu Volume de Negócios (para 2.131 Milhões de Euros), um EBITDA de 304 Milhões de Euros, tendo alcançado um Resultado Líquido de 71,7 Milhões de Euros, o qual, expurgando os resultados da participada Martifer, confere um Resultado Consolidado atribuível ao Grupo de 31,3 Milhões de Euros, o que demonstra a capacidade do Grupo Mota-Engil de crescer de forma sustentável (através de um nível de carteira de 3,6 Mil Milhões de Euros) mesmo num cenário conjunturalmente adverso.

Tendo por objectivo avaliar a evolução do Plano Estratégico Ambição 2013 no seu primeiro ano de implementação e reforçar o compromisso de concretização do objectivo durante o presente mandato (2010-2013), decorreu no passado dia 27 de Abril, no Centro Cultural de Belém, uma Reunião de Quadros do Grupo Mota-Engil, a qual contou com cerca de 300 participantes da Alta Direcção do Grupo.

Sob o lema "Vamos Conseguir", o Encontro teve por objectivo ser um espaço de diálogo no qual foram apresentadas as Orientações Estratégicas que cada Área de Negócio e Pólos Geográficos têm em desenvolvimento e os objectivos perseguidos.

Sendo a Sinergia um espaço de Comunicação Institucional do Grupo Mota-Engil, focado nas Comunidades em que se insere mas nunca perdendo de vista o seu Universo de Colaboradores, damos nesta Edição um devido destaque ao Encontro que permitiu a todos os presentes ter um conhecimento mais detalhado das diversas áreas de actuação do Grupo e de uma forma aberta, próxima e transparente colocar questões, todas respondidas, de forma a congregar esforços para, em volta do "Ambição 2013", reforçar sinergias que motivem a criação de valor para o Grupo Mota-Engil.

Imbuídos de um Clima Organizacional motivador mas exigente, expressões como a Criação de Valor, Crescimento Sustentado, Rentabilidade, Internacionalização e Diversificação foram amplamente referidas e especificadas nas intervenções que tiveram lugar nesta reunião, o que demonstra a linguagem comum de Rigor e Ambição da qual todos partilhamos.

Em destaque a reconfiguração do lema da Reunião dado pelo Presidente do Conselho de Administração, Eng.º António Mota, na sua intervenção que elevou o compromisso relativamente ao Plano Ambição 2013 como "Temos de Conseguir".

Na verdade, é com este espírito de rigor e de confiança que me dirijo a todos Vós, tendo a consciência do desafio que a Comissão Executiva detém para este mandato (2010-2013) mas com a motivação e a confiança que existe aos diversos níveis para a implementação da Estratégia definida.

Não há outra volta a dar. Sei que vivemos tempos muito difíceis mas também sei que, no nosso Grupo, existe capacidade e saber para lhes fazer frente.

Parar é morrer e nós, conscientes da responsabilidade de trabalhar num Grupo com mais de 60 anos, queremos continuar a dar tudo por tudo para o tornar cada vez mais forte.

Felicidades, Dr. Eduardo Rocha

Como é do conhecimento público, o Dr. Eduardo Rocha, CFO do Grupo nos últimos anos, decidiu,
por ter optado por um projecto empresarial pessoal, sair do Grupo Mota-Engil.
O Dr. Eduardo Rocha, com as suas extraordinárias qualidades pessoais e profissionais,
contribuiu de forma decisiva para a construção daquilo que é hoje o Grupo Mota-Engil.
Os valores que deixa no Grupo - seriedade, competência, profissionalismo, rigor e lealdade - são marcas
que farão parte, para sempre, da Mota-Engil.
A Sinergia, nesta hora de despedida, deseja ao Dr. Eduardo Rocha as maiores felicidades pessoais e profissionais.

Nota final:
A Sinergia muda hoje de editor.
O Dr. Rui Pedroto, em virtude das novas funções que desempenha no Grupo, é substituído pelo Dr. Rui Gomes.
Quero aqui salientar o excelente trabalho que o Dr. Rui Pedroto desempenhou ao transformar a Sinergia na excelente revista que hoje é.
Jorge Coelho


© 2019 MOTA-ENGIL, SGPS