Número 36 . Novembro 2010
Katarzyna Dobrzanska
Paixão pelas pessoas e pelas línguas estrangeiras
Com 29 anos de idade, Katarzyna Dobrzanska-Junco trabalha no Departamento de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Mota-Engil Polska S.A. Esta especialista em desenvolvimento pessoal é Mestre em Línguas (espanhol, português e inglês) pela Universidade de Wroclaw, na Polónia, e conta com duas pós-graduações, uma em Comunicação Internacional, pela Universidade de Cracóvia, na Polónia, e outra em Gestão de Recursos Humanos, pela Tischner European University.

Que funções desempenha na empresa e em que área?

Sou especialista em desenvolvimento pessoal no Departamento de Desenvolvimento de Recursos Humanos.  O meu trabalho divide-se em três áreas principais: processos de recrutamento; organização de treino interno e externo para todos os departamentos; processos internos de desenvolvimento (sistemas de motivação, de avaliação de desempenho, entre outros). Sou também formadora interna e implemento processos de desenvolvimento de soft skills como liderança e comunicação.

Como e quando se deu a sua integração no Grupo Mota-Engil?

Em 2005 decidi candidatar-me à Mota-Engil Polska. Como falo português e já tinha experiência prévia na área de Recursos Humanos (RH), decidi combinar estas duas paixões numa empresa que me permitisse desenvolvê-las e que, para além disso, me permitisse desenvolver-me como um todo. A Mota-Engil Polska foi a empresa que me deu essa oportunidade.

O que significa para si estar integrada numa estrutura com a dimensão do Grupo Mota-Engil (vantagens e desafios)?

Para mim, fazer parte de uma estrutura como o Grupo Mota-Engil é um grande desafio e também uma grande possibilidade de desenvolvimento pessoal. Quanto maior a companhia e o número de empregados, maiores serão as possibilidades de desenvolvimento e de aprendizagem resultantes da variedade de mercados, experiências, nacionalidades, línguas e personalidades.

Fale-nos um pouco do seu trajecto profissional antes de integrar o Grupo...

A minha carreira profissional começou quando terminei os meus estudos e comecei a trabalhar no departamento de RH de uma empresa internacional de emprego.  Após três anos, ofereceram-me uma posição numa empresa inglesa de recrutamento em outsourcing, na qual fui responsável pelo recrutamento em países de língua portuguesa e espanhola. O passo seguinte foi a continuação da minha carreira na Mota-Engil Polska, S.A.

No seu percurso no Grupo, identifique um projecto, desafio, ou contexto em que tenha gostado particularmente de estar envolvida.

Poderia mencionar muitos projectos interessantes, mas o primeiro grande projecto em que estive envolvida foi o da criação e implementação, na Mota-Engil Polska, do "Assessment Center", um novo método de recrutamento. Trata-se de uma sessão de recrutamento, com a duração de cinco a seis horas, composta por diferentes exercícios especificamente preparados para observar comportamentos e competências como: resistência ao stress, comunicação, liderança, capacidade de resolução de problemas e capacidade analítica. Cada sessão exige um mês de preparação mas, graças a este método, conseguimos identificar os melhores candidatos para trabalhar na nossa empresa.

O segundo projecto que gostaria de destacar é o plano de treino em soft skills, transversal a todos os colaboradores, que nos permite desenvolver as suas competências de comunicação e de liderança. Cada uma destas sessões é marcada por uma interacção constante, sendo composta, entre outros, por exercícios, debates, simulações, gravação de vídeo e brainstorming.

O terceiro projecto de grande dimensão é o processo de avaliação de desempenho.

O que mais gosta de fazer quando não está a trabalhar?

Depois do trabalho, leio muito e convivo com a minha família e com os meus amigos. Tenho também um grande interesse em design de interiores.  Quando tenho mais tempo livre, viajo muito.

Indique um livro e um filme que a tenham marcado e partilhe connosco as razões para as suas escolhas...

Quanto a filmes, gostei particularmente do "Cinema Paraíso", realizado por Giuseppe Tornatore, do "A vida é bela" do Roberto Benigni.  Revejo muitas vezes o "Mar adentro", do Alejandro Amenabar. Mais recentemente, gostei muito do "Gran Torino", do Clint Eastwood. Cada um destes filmes é diferente, mas o que todos têm em comum é que mostram a profundidade e o lado positivo da natureza humana. No que diz respeito a livros, destacaria os seguintes autores: Olga Tokarczuk, Eduardo Mendoza, Boris Akunin, Paulo Coelho, Isaac Singer e muitos mais.....

Se tivesse oportunidade de viajar no tempo para conhecer qualquer pessoa, quem escolheria (e porquê)?

Preferiria, sem dúvida, viajar para o futuro a viajar para o passado, que já é conhecido. Gostaria de passar um dia no futuro, dentro de 200 ou 300 anos, para observar as mudanças e a forma como o mundo evoluiu.

De uma forma geral, que características mais aprecia nas pessoas?

Para mim, as mais importantes, independentemente da posição hierárquica, são a humildade, a abertura de espírito e uma atitude de fair play.

Indique uma característica que considere comum à Mota-Engil como Grupo e a si como pessoa, e que considere determinante para continuarmos a construir o futuro.

Gostaria de partilhar características que são comuns a todos os empregados da Mota-Engil Polska e a todo o Grupo: a inovação, a capacidade de adaptação a diferentes ambientes, a coragem para olhar para o futuro e o talento para atingi-lo em conjunto, como companhia.

  • Outras Notícias
    • Aníbal Leite Inspirado pelo conhecimento
    • Ler Mais »

© 2019 MOTA-ENGIL, SGPS