Número 36 . Novembro 2010
Mota-Engil concorre a concessões no Peru.

Depois de ter assinado no dia 9 de Setembro o contrato para o porto de Paita, no Peru, concessão a 30 anos e com um investimento global de 237 milhões de dólares (162,6 milhões de euros), o Grupo vai concorrer a mais duas concessões portuárias para os portos de Pisco e de Yurimaguas no Amazonas.

Segundo se prevê, as concessões deverão ser atribuídas em 2010.

Embora ainda não existam valores associados a estas concessões, o objectivo é concorrer com os parceiros peruanos que integram o consórcio para o porto de Paita.

De referir que o investimento no porto de Paita será realizado pelo consórcio Terminales Portuarios Euroandinos (TPE), detido em partes iguais pela Mota-Engil, através da Tertir e da Translei, e pela peruana Cosmos.

Na fase inicial o investimento no porto de Paita, será de 118 milhões de dólares (81 milhões de euros), sendo o restante executado ao longo dos 30 anos da concessão.

A movimentação de contentores neste porto atingiu os 140 mil TEU em 2008, prevendo-se que no final da concessão ultrapasse os 500 mil.

O porto de Paita é o segundo maior do país servindo a cidade peruana de Piura e é utilizado sobretudo para escoar a produção agrícola da região e os produtos da pesca.

  • Outras Notícias
    • SUMA - VISTA Waste Management inaugura Centro de Educação Ambiental.
    • Ler Mais »
    • VISTA Water arranca com primeiro contrato em Angola.
    • Ler Mais »
    • SUMA - TRIU reforça operações.
    • Ler Mais »

© 2019 MOTA-ENGIL, SGPS