Número 36 . Novembro 2010
Editorial
Editor
Rui Pedroto

A redenominação da Aenor, que agora passa a chamar-se ASCENDI, constitui um dos eventos de maior relevo do número que ora se dá à estampa.

Ao longo de mais de uma década, a Aenor e as entidades que a constituíam, afirmou-se indiscutivelmente como empresa de referência no domínio das concessões rodoviárias.

A estratégia de crescimento e consolidação nesta área de negócio, conduziu à constituição da Ascendi, novo veículo agregador dos activos concessionados dos Grupos Mota-Engil e Espírito Santo.

A nova marca permite reforçar a imagem do Grupo Mota-Engil neste segmento em permanente expansão e constitui um elemento potenciador da sua crescente afirmação nos mercados nacional e internacional.

No quadro do aumento do investimento e da diversificação das suas actividades em Angola, importa assinalar a inauguração a breve trecho de uma nova unidade industrial de produção de tijolos, tecnologicamente evoluída e com forte grau de especialização.

A nova unidade está a cargo da Novicer, participada do Grupo em Angola.

A entrada no sector energético angolano figura ainda nos horizontes do Grupo, perspectivando-se investimentos no domínio das mini-hídricas, no contexto do reforço destas infra-estuturas considerado prioritário pelas autoridades angolanas.

No continente africano, o Grupo afirma-se de forma crescente no Malawi.

A construção de vias de comunicação, os trabalhos em desenvolvimento no sector mineiro e a construção do porto de Nsanje, materializam o memorando de entendimento subscrito em 2008 entre a Mota-Engil e as autoridades do Malawi.

O Grupo reforça assim o envolvimento e a aposta no desenvolvimento social e económico do país, onde é já hoje um agente económico de referência pela credibilidade e qualidade patenteadas ao longo dos anos.

No centro e leste europeus o Grupo prossegue a sua estratégia de internacionalização, conquistando novos contratos na Polónia e na República Checa.

A engenharia nacional esteve em plano de grande destaque.

A primeira fase da conclusão da nova ligação Vasco Gil-Fundoa à cota 500 na Madeira e a reabilitação da Via Vitorino Nemésio e a adjudicação (em consórcio) do Hospital da Terceira nos Açores, pontuam a intervenção da Mota-Engil Engenharia nos mercados insulares.

Uma nota de particular enfoque vai para os trabalhos de prolongamento da linha vermelha do Metro de Lisboa, e para a abertura ao trânsito do troço Estarreja-Angeja da A29 que integra a concessão da Costa de Prata, bem como as obras em curso no IC30 que integram a concessão da Grande Lisboa.

A adjudicação (em consórcio) do Hospital de Loures coroa ainda a presença da Mota-Engil Engenharia no território continental.

A área de ambiente e serviços mantém-se activa nos mercados internacionais, concorrendo a novas concessões portuárias no Peru além da expansão das suas operações em Angola.

Nas concessões de transportes, a conclusão da A29 e a inauguração da A16 no âmbito da concessão da Grande Lisboa, constituem exemplos marcantes da consolidação da Ascendi no plano nacional.

A nível internacional registe-se, pela sua enorme importância, a concessão por um período de 30 anos a favor de um consórcio integrado pela Ascendi, da construção, financiamento e operação da ponte de Tete em Moçambique e respectivos acessos rodoviários e que inclui ainda a reabilitação, financiamento, operação e manutenção de um conjunto de estradas na mesma província moçambicana.

A Martifer expande a sua posição além-fronteiras, distinguindo-se mais uma vez pelas suas iniciativas no sector energético.

No capítulo dedicado à Sustentabilidade, registe-se a publicação do Relatório de Sustentabilidade 2008, peça de comunicação fundamental na divulgação do desempenho económico, social e ambiental das empresas do Grupo abrangidas pelo relatório.

Questão da maior importância no domínio da saúde pública, o tema do Acidente Vascular Cerebral ocupa as últimas páginas desta área temática da revista.

Ao Prof. Doutor Castro Lopes, Presidente da Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral (SPAVC), reputado Neurologista e autor do artigo, os nossos agradecimentos pela sua prestimosa colaboração.

A rubrica "Onde estamos" é especialmente dedicada ao Malawi, conferindo-se particular enfoque à caracterização da presença do Grupo no país.

As Pessoas e a Tecnologia e Inovação continuam a ocupar um lugar central na revista.

A rubrica dedicada às Pessoas dá conta do início do programa corporativo de Trainees start@me.

No capítulo da Tecnologia e Inovação, o Sistema de Portagens Electrónicas Multi-Lane Free Flow (MLFF) traduz uma importante inovação tecnológica aplicada à cobrança de portagens, encontrando-se em avançada fase de desenvolvimento por parte da Ascendi.

A Mota-Engil Polska é, finalmente, a empresa convidada a apresentar-se nestas páginas.


© 2019 MOTA-ENGIL, SGPS