Número 36 . Novembro 2010
Editorial

Os resultados anuais do Grupo Mota-Engil reflectem a sua trajectória de crescimento e diversificação, com valores recorde de volume de negócios, de carteira de encomendas e de peso relativo dos mercados internacionais.


No continente africano, destaque para a construção das pontes sobre os rios Catumbela (Angola) e Zambeze (Moçambique) e para a consolidação das operações do Grupo em São Tomé e Príncipe.


Dada a importância estratégica dos mercados do centro e leste europeus no crescimento e diversificação do Grupo, o incremento da actividade da Mota-Engil Polska e da Mota-Engil Engenharia na Roménia são dignos de referência.


A expansão da rede do Metro do Porto volta a afirmar a liderança da Mota-Engil Engenharia. A nova marca do seu braço imobiliário, a "Mota-Engil Real Estate", vem reforçar a identidade desta área de negócio, que enquadrou o lançamento de novos projectos em Portugal e a expansão da actividade internacional, em particular em Angola e na Europa Central e do Leste.

A celebrar 15 anos de vida, a Suma renovou o seu website, consolidou a sua aposta no mercado angolano e continua a expandir o seu portefólio de negócios, no que é secundada por outras participadas da Mota-Engil Ambiente e Serviços.


A Tertir, em parceria com a Translei, levou o Grupo a conquistar a sua primeira concessão portuária no Peru. A pré-qualificação para idêntica concessão no México está também assegurada.


Na área de Concessões de Transportes, a Ascendi integra o consórcio que conquistou um importante contrato de concessão na Eslováquia.


No sector da indústria e energia, a capacidade empreendedora da Martifer, participada do Grupo, elevam-na ao estatuto de case study de sucesso.


Na dimensão da responsabilidade social, a nota de relevo vai para a campanha sobre a água promovida pela Indaqua junto dos públicos mais jovens.


Em Angola, um ciclo de conferências organizado em parceria com a Universidade Católica representou mais um passo na contínua e transversal valorização do capital humano do Grupo.

Quanto às rubricas de destaque, Moçambique está em foco na "Onde Estamos" - a realidade do país é abordada sucintamente, com especial ênfase nas questões económicas; o capítulo técnico foca o Organic Prestressing System, um exemplo de cooperação com o meio universitário na busca de soluções inovadoras e que esteve na origem da Berd, empresa participada do Grupo.


A iniciar as suas operações, a Takargo, o primeiro operador privado nacional de transporte ferroviário de mercadorias, é a empresa em destaque neste número.


Quanto a individualidades, a relevância da entrevista dada pelo Engº António Mota, Presidente do Grupo, a um diário de referência justificou a sua transcrição. Também o Dr. Jorge Coelho, Presidente da Comissão Executiva do Grupo, mereceu destaque, ao ter presidido à mesa do 9º Congresso Ferroviário Português, seguramente o mais importante fórum nacional dedicado a este meio de transporte.


No plano institucional, e em jeito de conclusão, o Grupo Mota-Engil renovou por completo o seu website, adequando este instrumento privilegiado de acesso ao universo do Grupo às actuais exigências de comunicação.


Rui Pedroto


© 2019 MOTA-ENGIL, SGPS