Número 36 . Novembro 2010
TRACEVIA

Com quase 30 anos de existência e uma facturação de 18 milhões de euros, a Tracevia é hoje uma das maiores empresas de Segurança e Sinalização Rodoviária em Portugal, garantindo elevados padrões de qualidade nos segmentos de actividade em que actua: Sinalização e Segurança (sinalização horizontal e vertical, guardas metálicas, guiamento e balizagem), Barreiras Acústicas,
Telemática e Sistemas de Informação.

Para além das áreas tradicionais pelas quais é sobejamente reconhecida (Sinalização Horizontal, Vertical e Equipamentos de Segurança), a Tracevia está consciente da sua importância no panorama rodoviário. A empresa tem procurado assim responder com eficácia às tendências de mercado e, desde há uma década, vem alargando a sua intervenção às novas tecnologias de informação aplicadas à segurança e gestão de tráfego.

Fruto deste esforço de expansão e diversificação das suas actividades, a área da Telemática Rodoviária representa já cerca de 50% do volume de negócios e é hoje o motor da expansão estratégica da empresa, gerando novas oportunidades de negócio numa área onde a Tracevia tem procurado notabilizar-se pela excelência das soluções apresentadas. Os sistemas de Telemática Rodoviária concebidos e instalados pela Tracevia estão hoje instalados em mais de 400km de concessões da AENOR, permitindo a cobrança da portagem virtual e a gestão de tráfego. Os circuitos fechados de televisão, sistemas de recolha de dados de tráfego com base em sensores instalados no pavimento e sistemas de detecção automática de incidentes (baseados em visão artificial e as estações meteorológicas instaladas ao longo do traçado) viabilizam a recolha de informação em tempo real sobre as condições da circulação rodoviária, permitindo uma adequada informação ao condutor através dos painéis de mensagem variável. A Telemática reforça assim os actuais meios de patrulhamento, contribuindo para uma operação mais eficiente e segura com efeitos na diminuição da sinistralidade rodoviária. O departamento de Engenharia da Tracevia tem capacidade para conceber, fazer o sourcing e procurement dos equipamentos, bem como instalar, colocar em funcionamento e dar assistência, após entrada em serviço, a qualquer sistema integrado de gestão de tráfego.
No âmbito desta actividade, a Tracevia desenvolveu entretanto competências para desenvolvimento de software.
Como resultado, foi desenvolvida uma plataforma de software utilizada na criação da aplicação RITA - Road Intelligent Traffic Application. Este software de gestão centralizada está já instalado na concessão do Grande Porto e da Grande Lisboa, controlando e gerindo todos os subsistemas telemáticos, bem como todo o hardware informático do próprio centro de controlo, permitindo o acesso remoto do concedente (EP - Estradas de Portugal) a todo o tipo de informação. Esta competência no desenvolvimento de software é crítica nesta área de negócio, pois confere à empresa uma independência e uma flexibilidade que são essenciais no desenvolvimento deste tipo de sistemas.

A Telemática Rodoviária continuará a ser o foco de desenvolvimento estratégico da empresa, através da concepção de novas aplicações que permitam melhorar a segurança e a eficiência da operação de auto-estradas, campo em que existe um enorme potencial de desenvolvimento.
No entanto, a estratégia da empresa assenta na vontade de ter uma oferta completa de serviços na área das sinalização, segurança e gestão de tráfego (sinalização tradicional e telemática), complementando estas actividades com outras necessidades da sua base de clientes, designadamente barreiras acústicas, Iluminação pública, etc., seja na construção, seja na área da manutenção.

O desenvolvimento a médio-prazo da empresa assenta na aplicação dos conhecimentos e competências existentes a novas áreas e novos negócios, contando a empresa com as sinergias que podem ser obtidas da actividade de outras empresas do Grupo Mota-Engil, designadamente nos mercados do transporte não-rodoviário, da logística e das redes de águas. Por outro lado, tendo em consideração a estrutura e a experiência na gestão de contratos de grande dimensão e complexidade (à escala da Tracevia), a empresa pode habilitar-se a executar com êxito qualquer tipo de contrato dentro das actividades que domina.

Presente desde 2005 em Angola com a sua participada Tracevia-Angola, a empresa tem vindo a acompanhar o esforço de internacionalização do Grupo Mota-Engil, num mercado de elevado potencial de crescimento e particularmente importante para o Grupo, replicando as actividades que desenvolve em Portugal, à medida que surgem oportunidades no mercado

A Telemática-área tecnológica por excelência - proporciona excelentes oportunidades de internacionalização, uma vez que é uma actividade que não requer investimentos de grande volume, expatriamento de grande número de trabalhadores ou deslocação de meios pesados de equipamento. Fazer a integração de sistemas, ou instalação de software é algo que se concretiza de forma ligeira e, por isso, com riscos relativamente reduzidos.

A Tracevia tem o seu sistema de Gestão da Qualidade certificado desde 2005, tendo definido como objectivos próximos a certificação dos seus sistemas de Segurança e Ambiente.

As pessoas são a parte mais importante de uma empresa. É por isso que a capacidade de atrair e reter pessoas com os conhecimentos e competências adequados e garantir o seu alinhamento com os objectivos da empresa e do accionista foi definido como um dos objectivos mais importantes a perseguir.

 

 


© 2019 MOTA-ENGIL, SGPS