Número 36 . Novembro 2010
Editorial

O Grupo Mota-Engil está de parabéns ao ter comemorado o seu 63º aniversário no passado mês de Junho.
Num percurso recheado de sucessos, a Mota-Engil é hoje um universo empresarial multinacional e plurifacetado, na esteira do seu precursor, Senhor Manuel António da Mota, que fundou a Mota & Companhia no dia 29 de Junho de 1946.
A celebração de um memorando de entendimento para a constituição da Mota-Engil Angola, resultante de uma parceria com um consórcio angolano, constitui tema de destaque e um importante passo e sinal inequívoco da consolidação da estratégia do Grupo no mercado angolano e do fortalecimento da sua histórica relação com o país.
Em Angola, além da construção de um terminal de contentores no Cacuaco, o Grupo estará presente no consórcio de requalificação da Baía de Luanda, obra de grande envergadura e que irá mudar a face de um dos mais emblemáticos símbolos urbanos da cidade de Luanda.
Sublinhe-se ainda, no plano externo, a adjudicação na Polónia de uma obra em consórcio de concepção e construção de um importante troço da via rápida S8, que ligará o sudoeste do país à fronteira com a Lituânia.
Na mesma altura em que a Mota-Engil Polska conquistou dois importantes galardões em Varsóvia no prestigiado concurso "Construção 2008", em Portugal o Grupo foi agraciado com três distinções na gala dos "Prémios Construir 2008", tendo ainda o Presidente da Comissão Executiva do Grupo sido distinguido com a atribuição do prémio "Personalidade do Ano".
No âmbito do programa "Rethinking Construction", fórum interno de debate estratégico do negócio da construção, realizou-se o seminário "Gestão da Construção", com a presença de cerca de 400 pessoas, entre colaboradores e convidados externos.
Na área de negócios ambiente e serviços, o acordo de entendimento estabelecido entre o Grupo Mota-Engil e a sociedade chinesa Nam Kwong, por ocasião do Fórum de Cooperação Económica e Comercial China-Portugal, concretizou a parceria estabelecida em 2007 viabilizando a utilização da futura plataforma logística do Poceirão como entreposto atlântico para as empresas chinesas.
A passagem do 10º aniversário da AENOR, assinalando um importante ciclo da vida da concessionária participada do Grupo, merece justificado realce na área das concessões de transportes.
A Martifer continua a reforçar posições, aumentando a sua participação no capital da Ventinveste, consórcio responsável pelo projecto industrial e eólico em que a empresa se encontra fortemente envolvida.
A valorização de resíduos em obras rodoviárias abre a rubrica "Sustentabilidade", secundada por um amplo conjunto de iniciativas e apoios no domínio da responsabilidade social, de que se sublinham a adesão da Mota-Engil ao Movimento ECO - Empresas Contra os Fogos e a sua participação como Parceiro Social dos 2ºs Jogos da Lusofonia.
A Polónia é, neste número, o país de eleição; pela sua dimensão, linha evolutiva e dinâmica de crescimento, o mercado polaco tem-se revelado da maior importância para o Grupo, oferecendo promissoras perspectivas de expansão.
As questões energéticas dominam o capítulo "Tecnologia e Inovação".
A Tracevia, empresa portuguesa de referência na segurança, sinalização e telemática rodoviárias, é a unidade de negócio do Grupo convidada a apresentar-se na rubrica "Empresas" desta edição.
Por último, uma referência muito especial ao lançamento de duas iniciativas dedicadas às pessoas e ao desenvolvimento de recursos humanos: O start@ME, Programa Corporativo de Trainees com o objectivo de atrair jovens quadros de elevado potencial em início de carreira; e o Programa wellcoME, que visa promover a disseminação e reforço dos valores e cultura Mota-Engil junto dos quadros recém-integrados no Grupo.


© 2019 MOTA-ENGIL, SGPS