Número 36 . Novembro 2010
VISTA Waste
Educação Ambiental nas escolas de Luanda

A inauguração do primeiro Centro de Educação Ambiental, há seis meses, marcou o início do ambicioso Programa de Educação Ambiental (PEA) da VISTA Waste na província de Luanda. Mais recentemente, o PEA conheceu uma nova e importante etapa de desenvolvimento: o lançamento da vertente de actuação dirigida à população escolar.

Presidida pela Governadora desta província, Francisca do Espírito Santo, e contando com os representantes das escolas de ensino primário, a apresentação do programa incidiu sobre a estrutura e valências deste investimento para o ano lectivo 2010, nomeadamente no que diz respeito a estratégias pedagógicas, objectivos e metas operacionais, e definição dos instrumentos de suporte aos processos formativos e de sensibilização.

Conto, marionetas, dramatização, contacto pró-activo, exploração sensorial, animação de rua e em sala, jogo simbólico, certificação de competências e exploração multimédia serão as metodologias a aplicar. No corrente ciclo de trabalhos, esta abordagem multifacetada irá abranger directamente 35.000 crianças, respectivos professores e família. De forma mais abrangente, a acção de mobilização das crianças e outras campanhas paralelas dirigidas à população em geral e a públicos específicos deverão atingir 600.000 habitantes.

Suportado em volantes informativos, objectos utilitários, materiais didácticos e meios de grande divulgação, o programa de educação ambiental está estruturado em seis grandes modalidades: Centro de Educação Ambiental, Lixomachimba (5 UMS), Ecomachimba (1 UMS), Sabientar (certificação de competências - 3 manuais / auditorias e provas de avaliação), Campanhas de Sensibilização (Está na Hora, Lata de quem Polui, Stop Lixo na Estrada, Bartolomeu, Família Angolana, e Estórias do Lixo) e Acções de Grande Divulgação.

A monitorização e posterior avaliação das acções complementam as fases de concepção e de implementação das intervenções, cujo âmbito incide sobre recolha de resíduos, limpeza urbana, responsabilidade individual e social, auto e hetero-fiscalização, e cidadania activa. Temáticas transversais relacionadas com saúde básica e alimentar e prevenção rodoviária e de risco são igualmente contempladas.

Cerca de 600 docentes, representando 281 estabelecimentos de ensino, estiveram presentes no evento de lançamento desta vertente do Programa de Educação Ambiental, um conceito pioneiro no contexto angolano e que tem o carimbo do Governo da Província de Luanda (GPL).

  • Outras Notícias
    • Mota-Engil ganha concessão do segundo maior porto no Peru
    • Ler Mais »
    • Tpe Financia Programas de Carácter Social Em benefício do Porto de Paita e da comunidade
    • Ler Mais »
    • SUMA inaugura Centro de Serviços de Alcobaça
    • Ler Mais »
    • Vibeiras comemora 20 anos na Urbaverde
    • Ler Mais »
    • Vibeiras executa obra de requalificação no Mosteiro de Alcobaça
    • Ler Mais »
    • Áreagolfe com manutenção de campos de golfe em outsourcing
    • Ler Mais »

© 2019 MOTA-ENGIL, SGPS