Número 36 . Novembro 2010
Ascendi conclui A16

Foi aberta ao tráfego a nova A16. Adjudicada à Ascendi (antiga Aenor) por concurso público internacional e incluída na Concessão da Grande Lisboa, a A16 será explorada em regime de portagem real por um período de 30 anos.


Com uma extensão de 23 km, esta auto-estrada cria uma alternativa aos congestionados itinerários do IC19 e da A5, melhorando significativamente os acessos de Sintra/Cascais à cidade de Lisboa e ao Norte de Portugal. O investimento global realizado foi de 256 milhões de euros, dos quais 127,5 milhões correspondem a investimento em construção.


A nova A16 integra os itinerários rodoviários IC16, desde o nó de Lourel ao nó da CREL, em Belas, e IC30, entre o mesmo nó de Lourel e o nó com a A5 em Alcabideche, Cascais. O novo percurso facilita a articulação entre o IC19, a A5 e a CREL, que agora ficam interligados por auto-estrada. Os principais beneficiários desta nova circular exterior à área metropolitana de Lisboa serão os cerca de 640.000 habitantes residente dos concelhos de Cascais e de Sintra.


Ainda no âmbito da concessão da Grande Lisboa, a Ascendi mantém a responsabilidade pela exploração e conservação, pelo período de cinco anos, de mais 66 km de vias sem portagem, designadamente o IC19, o Eixo Norte-Sul e a CRIL.

Actualmente, a Ascendi integra seis concessões rodoviárias com um total de 850 km de extensão, que representam cerca de 5 mil milhões de euros de investimento: a  Concessão Norte (175 km), a Concessão Costa de Prata (110 km), a Concessão Beiras Litoral e Alta (173 km), a Concessão Grande Porto (56 km), a Concessão Grande Lisboa (91 km) e a Concessão Douro Interior (242 km).

  • Outras Notícias
    • Subconcessão do Douro Interior adjudicada à Ascendi
    • Ler Mais »
    • Ascendi conclui ligação alternativa entre Lisboa e Porto.
    • Ler Mais »
    • Ascendi na concessão da nova ponte de Tete, em Moçambique
    • Ler Mais »

© 2019 MOTA-ENGIL, SGPS